Seguidores

Obrigado Pela Sua Visita

Membra-se na rede

sábado, 24 de junho de 2017

JEOVÁ JIRÉ Deus que nos socorre e nos ajuda quando precisamos.

O nome JEOVÁ JIRÉ nos fala do Deus que nos socorre e nos ajuda quando precisamos.
JEOVÁ é o EU SOU que se revela a nós e JIRÉ significa provisão (ajuda, socorro) e também previsão porque Deus sabe tudo o que precisamos (Mateus 6.8). então JEOVÁ JIRÉ é aquele que se revela sendo nosso ajudador quando precisamos.


Quando Abraão foi ao monte sacrificar seu filho, ele creu que Deus providenciaria uma solução e disse pela fé que Deus daria um cordeiro para o holocausto. O Senhor lhe providenciou o cordeiro.
O povo de Deus no deserto também recebeu inúmeros livramentos da parte de Deus. Suas roupas e calçados não se gastaram, não adoeceram, recebiam o alimento (maná e codornizes) todo dia, água fluiu da rocha e Deus lhes defendeu das feras e inimigos.
Jesus também se mostrou com JEOVÁ JIRÉ, quando transformou a água em vinho, na pesca maravilhosa, na multiplicação dos pães e peixes e nas curas que realizava além de ser Ele mesmo, a maior provisão (Cordeiro) para a salvação do mundo.
Você já precisou de uma provisão do Senhor?
Quando precisar de ajuda creia que JEOVÁ JIRÉ te socorre.
É necessário que ela cresça e eu diminua João 3:30

















sexta-feira, 23 de junho de 2017

Vós sois o sal da terra, vós sois a luz do mundo (Mateus 5.13-16)

Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens.” (Mateus 5.13)

Jesus se utiliza de um elemento muito importante do cotidiano da vida, da cozinha para se dirigir aos seus discípulos e discípulas: o sal. Ele era um elemento caro, precioso, do comércio, da compra e da troca. O sal também era usado em rituais cúlticos. O sal era e é um elemento muito importante para a conservação dos alimentos. O sal era e ainda hoje é fundamental para a preparação de uma boa alimentação. Logicamente, precisa ser utilizado na dose certa. Ele dá sabor aos alimentos. Aqui, no texto em apreço, acreditamos que Jesus se utiliza do elemento do sal, referindo-se ao seu papel importante de dar sabor aos alimentos. É um ensino de Jesus que nasce do cotidiano da vida, da cozinha.


O sal é um elemento muito interessante, quando usado desaparece no meio dos alimentos, não sendo mais possível enxergá-lo, mas sim, somente se pode senti-lo através do sabor. Portanto, o papel do sal é ativo na sua função de dar sabor. Com o sal acontece um processo de transformação, de mudança. Se o sal não for usado, ele se torna insípido, sem sabor, ele perde a sua função. Como o próprio texto afirma: Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelas pessoas.

A metáfora do sal se refere aos discípulos e às discípulas de Jesus. Se no seguimento a Jesus, no discipulado, os discípulos e as discípulas não cumprirem com o seu papel de darem um sabor a este mundo, perdem, na verdade, o sentido de sua existência. O sabor que precisam dar a este mundo está relacionado diretamente com a busca do cumprimento do sermão do monte. Somente sendo sal da terra, também se é bem-aventurado. Jesus se utiliza do imperativo, no plural: Vós sois o sal da terra.

O que significa para nós, em nosso contexto, ser sal da terra? Como damos um sabor diferente a esta terra amada e criada por Deus?

A metáfora utilizada por Jesus nos versículos seguintes é igualmente tão importante para a vida diária. Ele segue falando da luz.

Vós sois a luz do mundo

“Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.”(Mateus 5.14-16)

Assim como no versículo anterior também aqui Jesus se utiliza de um elemento importante para a vivência diária, especialmente, quando escurece. Aqui não podemos pensar em luz elétrica, como temos hoje em nossas casas e cidades. A luz aqui se refere a lamparinas e velas ou outras formas bem simples de iluminar.

A luz só tem sentido se ela estiver aí para iluminar. Uma cidade edificada sobre um monte está aí para ser vista. Uma lâmpada ou uma vela não é acesa para se colocada debaixo da mesa, mas sim sobre a mesa, para que possa iluminar todas as pessoas, para que assim o diálogo possa fluir melhor, para que as pessoas também possam se ver face-a-face. A função dos discípulos e das discípulas é iluminar o mundo. Eles e elas não podem esconder-se, mas também não atuam para que sejam vistos, admirados. A sua função é iluminar o mundo, o contexto, o lugar onde se encontram.

O que significa para nós, em nosso contexto, ser luz do mundo? Como iluminamos o mundo que nos cerca?

Jesus também adverte os seus discípulos e discípulas. Ele diz: Se o sal se torna insosso, já não serve para mais nada a não ser para ser jogado fora. Assim também a luz ela precisa brilhar, se não perde o seu sentido da sua existência. Os discípulos e as discípulas através da sua atuação vão trazer claridade para que a verdade, a justiça, o amor, a solidariedade floresçam e se espalhem em nosso mundo. Os cristãos e as cristãs necessitamos serem sal e luz do mundo.

A função da Igreja é viver as bem-aventuranças, contribuindo desta forma para que a sociedade não se corrompa e não se desumanize. Ela não pode viver separada do mundo, escondida por detrás de suas tradições, ritos e doutrinas, encerrada em si mesma e nos seus problemas institucionais. Ser sal e ser luz não é tarefa fácil, sem dúvida, é conflitiva. Entregar-se dando sabor e deixando-se queimar, iluminando irá mexer com estruturas, muitas vezes, por demais petrificadas. A tarefa é dar sabor e iluminar!

A função da Igreja de Jesus Cristo é anunciar, testemunhar e viver as bem-aventuranças com todas as suas consequências, sendo sal e luz neste mundo, bonito e bom, criado por Deus. Somente misturando-se e envolvendo-se com o contexto, com a vida e com os problemas que o sabor e a claridade vão cumprir o seu papel, na certeza de que um mundo de paz, respeito e justiça é possível. Importante deixar claro que Jesus se dirige a vocês, no plural, a comunidade: Vocês são o sal da terra, vocês são a luz do mundo, vocês são a cidade edificada sobre o monte! Eis uma tarefa coletiva, comunitária, cristã: Ser sal e ser luz neste mundo!
É necessário que ela cresça e eu diminua João 3:30

quinta-feira, 22 de junho de 2017

CORRENTE JEOVÁ JIRÉ O SENHOR PROVERÁ – (Gn 22.1-18)

SEXTA FEIRA COMEÇA A CORRENTE JEOVÁ JIRÉ O SENHOR PROVERÁ – (Gn 22.1-18)
Cultos: Segunda: Oração / Terça:Célula
Quarta:Discipulado / Sexta Libertação
Sábado Jovens / Domingo:da Família
Igreja Batista Ebenezer em cristais EM TEMPO DE AVIVAMENTO
UMA IGREJA VIVA EM CÉLULAS VIVAS
Rua Virgílio de Paula Gonçalves 150
O Senhor Proverá - Jeová - jiré - (Gn 22.1 - 18)
O SENHOR PROVERÁ – JEOVÁ –JIRÉ – (Gn 22.1-18):
2011-06-07 00:54


O SENHOR PROVERÁ – JEOVÁ –JIRÉ – (Gn 22.1-18):

Neste relato, aparece a revelação poderosa de Deus, o Deus que provê, o Deus todo poderoso e fiel, que prova aos que o amam e aprova aos que o obedecem e verdadeiramente crer no seu poder provedor.


I – DEUS DEU UMA ORDEM (Gn 22. 1,2):

A história de Abraão, antes Abrão (Gn 11.27), é extensa, a partir do capitulo (12)do livro de Gênesis, passamos a conhecer este herói da fé, desde a sua chamada, apresentando-se como um fiel servo do Senhor.

A chamada de Abrão, exigiu dele fé; segurança naquele que o mandou sair de sua terra, parentela, da casa de seu pai para “errantemente” ir a uma terra desconhecida.

Desse mandato de Deus, segue-se promessas, não só para ele, mas para a sua esposa que era estéril e avançada em dias, de terem um filho, como também engrandecer a sua descendência.(Gn 12.7).

No capitulo(15), Deus promete a Abrão um filho, o conhecido filho da promessa Isaque, no capitulo(17) não mais se chamava Abrão(pai da altura), mas passou a ser chamado Abraão(pai de uma multidão),e no capitulo(21) Deus cumpre com a sua promessa, nasce Isaque(risos). Mas a ordem do trecho de Gn 22.1,2; é: “toma agora o teu filho; o teu único filho, Isaque, a quem amas, vai-te á terra de Moriá; e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi”.


II – PARA QUEM ESTÁ DISPOSTO A RENUNCIAR O SEU MELHOR, DEUS ESTÁ DISPOSTO A SE REVELAR COMO SEU SUPREMO PROVEDOR:

Tudo na Bíblia são exemplos e revelações para a igreja nos dias atuais. A vida de Abraão e sua renúncia suprema, nos traz muitas lições para se alcançar vitorias e receber revelações diretas de Deus.

Abraão logo cêdo,de madrugada se levantou, preparou seu jumento e tomou consigo dois de seus moços, e claro, o que ele tinha de mais precioso, seu filho Isaque, o filho da promessa(v3). Nos diz a Bíblia que ao terceiro dia Abraão avista o lugar do sacrifício de longe(v4).

É glorioso o que vemos na narrativa Bíblica, o testemunho da fé de um homem, igual a mim e a você, Abraão diz aos moços que o acompanhavam para ficarem em certo lugar porque ele e seu filho, iriam ao local avistado para adorar a Deus e retornariam. A convicção de que Deus iria cumprir com as promessas feitas a sua semente, não o fez em nenhum momento vacilar(v5).

Não duvide das bênçãos provenientes da salvação, se a salvação por meio do sacrifício de Cristo na cruz, promete remissão dos pecados pelo sangue derramado, você está salvo, se nas pisaduras de Cristo, no seu corpo dilacerado foram as enfermidades, Ele te cura hoje(Is 53.4,5), tome posse da sua benção filho(a) de Abraão pela fé. Ele em glória supre as tuas necessidades.(Fp 4.19).


III – O “DEUS PROVERÁ”, PROVEU AS MAIORES BENÇÃOS. (Gn 22.6-18):

Agora estamos no ápice do acontecimento, Abraão toma a lenha, põe sobre Isaque, prepara tudo, inclusive o cutelo já estava na mão para imolar a oferta, o cordeiro para o holocausto.

Isaque indaga a seu pai, ‘onde está o cordeiro para o holocausto?’ Abraão não titubeia na resposta e diz: ‘Deus mesmo há de prover o cordeiro para o holocausto’, e continuaram a caminhada.

Chegou ao local, edificou um altar, em ordem deichou a lenha e amarra a Isaque, seu sangue, seu filho amado, o mais precioso de sua vida e o deitou-o sobre o altar em cima da lenha, uma cena forte, um ser humano para ser imolado, sangue humano iria jorrar, ser derramado. O texto diz que Abraão estendeu a mão, tomou o cutelo ou faca para sacrificar, imolar, como imolava a um animal seu querido filho.

‘Abraão!Abraão!’ brada o anjo do Senhor, ele responde:‘eis-me aqui’, ‘não toque no rapaz!’ disse o anjo, ‘não lhe faça nada’, agora sei que você teme a Deus, porque não me negou seu filho, seu único filho’. Abraão ergue os olhos e vê a providencia divina, um carneiro preso pelos chifres num arbusto. Pegou e o sacrificou no lugar de Isaque, e deu o nome daquele lugar de ‘no monte do Senhor se proverá’.

Cristo é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, Isaque prefigura justamente a Jesus cristo, no lugar de muitos, em resgate de você Jesus deu a sua vida(Mc 10.45). Abraão não negou seu único filho, Deus não negou se único filho Jesus, só que o sacrifício de Cristo foi bem superior,maior e perfeito que qualquer sacrifício já efetuado, Ele é o cordeiro de Deus, perfeito, sem mancha, sem defeitos, seu sangue é poderoso, seu nome transmite autoridade, está acima de qualquer nome.
Deus te ama de uma tal maneira que deu seu único filho para morrer em seu favor(Jo 3.16; Rm 8.32).

A salvação te alcança agora, Ele perdoa teus pecados, Ele sara as tuas enfermidades, há plena libertação em Jesus cristo. As palavras salvo,saravam encontradas nos Evangelhos, foram traduzidas do verbo grego:(SOZO), algumas delas:Mc5.23(sare);Mc16.16(salvo);Lc8.36(salvo); At2.21(salvo);At14.9(curado); Ef2.8(salvos);Lc18.42(salvou);Tg5.15(salvará);Mc5.28(salvarei),At 4.9;4.12(curado) e muitos outros.

Não tolere o pecado em sua vida, Jesus levou os teus pecados na cruz, as enfermidades Ele levou sobre si (Mt 8.17b); verdadeiramente Ele tomou sobre si (Is 53.4).

Você acabou de conhecer a palavra de Deus e vem agora a fé pela palavra, tome posse a tenha em sua vida a revelação de Jeová-Jiré, o Senhor que provê, inclusive a salvação.


Leia mais: http://mensagenspoderosas.webnode.com.br/products/o-senhor-provera-jeova-jire-gn-22-1-18-/
É necessário que ela cresça e eu diminua João 3:30